Museu Marítimo de Ílhavo
HOMENS E NAVIOS DO BACALHAU

Arquivo digital que documenta as campanhas bacalhoeiras desde o início do século XX

Sala das Conchas e Algas

No átrio superior do Museu, em boa combinação com os volumes arquitetónicos que invadem de luz o edifício exibe-se parte de uma extensa coleção de conchas, doada ao Museu pelo colecionador francês Pierre Delpeut em 1965. Os visitantes interessados poderão observar toda a coleção nas reservas do Museu.

Este espaço do MMI dedicado ao colecionismo completa-se com um expositor de algas marinhas, uma coleção organizada pelo fundador do Museu, Américo Teles, e recentemente ampliada com doações da família.

Na comemoração dos seus oitenta anos de vida e no Dia Internacional dos Museus, o Museu Marítimo de Ílhavo mostra ao público uma parte da restante coleção Pierre Delpeut, doada ao Museu em 1976, e outros exemplares provenientes de doações particulares. A coleção de Pierre Delpeut foi constituída através de incessantes trocas de exemplares com diversos colecionadores mundiais. Já os restantes exemplares da vasta coleção de malacologia do MMI foram doados por ilhavenses que se encontravam emigrados em locais tão distantes como Timor, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde e Brasil. Algumas dessas doações integram a coleção do Museu no período que antecede a sua fundação, em 1937. A coleção de malacologia do MMI é uma das maiores do país. Conta com mais de quatro mil espécimes, que a partir de agora ficam em exposição permanente.