Museu Marítimo de Ílhavo
HOMENS E NAVIOS DO BACALHAU

Arquivo digital que documenta as campanhas bacalhoeiras desde o início do século XX

BAKALHAU - Pintura Escultura Fotografia

13 de Janeiro de 2013 a 11 de Maio de 2013
05 1 772 9999

Exposição colectiva de pintura, escultura, fotografia.

60 Artistas representados.

Curadoria: José Sacramento e Nuno Sacramento

Organização: Nuno Sacramento, Arte Contemporânea

 

Em exposição no Museu Marítimo de Ílhavo, Navio-Museu Santo André, Centro Cultural de Ílhavo e Centro Cultural da Gafanha da Nazaré

 

ÍLHAVO CAPITAL CULTURAL DO “BAKALHAU”

As comemorações do 75º aniversário do Museu de Ílhavo e a inauguração do seu novo aquário de bacalhaus, único no país com exemplares vivos, foram o mote para nos associarmos a esta efeméride e, concomitantemente, inaugurarmos, hoje, uma fascinante exposição que pretende elevar Ílhavo, a nossa Terra, a capital das artes plásticas do BAKALHAU.

A muito oportuna associação da Galeria Nuno Sacramento – Arte Contemporânea de Ílhavo à inauguração e ampliação da obra do Museu Marítimo de Ílhavo é sinónimo da convivência desejável entre os vários atores do tecido económico, social e cultural de Ílhavo com as estruturas que o município vem desenvolvendo e colocando à disposição e ao serviço dos concidadãos.

Estas mostras surgem, também, como um espaço dinamizador da cultura contemporânea em Ílhavo, contribuindo para a promoção e visibilidade da arte emergente e, dessa forma, dar especial e relevante apoio às criações de artistas contemporâneos, aproximando os criadores de novos públicos, abrindo novos mercados comerciais, criando, assim, novas oportunidades de sinergias.

O Museu Marítimo de Ílhavo, configura-se como elemento central da aposta desta Câmara Municipal na salvaguarda dos mais relevantes valores da história, da cultura e da economia de Ílhavo. É um fator decisivo da diferenciação do nosso Município como Capital Portuguesa do Bacalhau.

Simultaneamente, é uma merecida e justa homenagem aos homens da nossa terra que, com risco e heroísmo, fizeram do mar a sua vida e deram um contributo inigualável na promoção e desenvolvimento do nosso país. Os nossos avós, pais, tios, primos..., como pescadores, mestres e até capitães, foram os homens do bacalhau. Também por isso, mas não só, o sal está entranhado nos nossos corpos e o bacalhau no nosso palato.

Esta impactante e oportuna mostra de arte contemporânea internacional, com o sugestivo título BAKALHAU, assim mesmo, com K, decorre simultaneamente em múltiplos espaços culturais do município de Ílhavo. Para além de alargar a sua projecção e visibilidade, com esta distribuição espacial e cénica pretende-se, igualmente, promover a internacionalização do evento, contribuindo, assim, para dar continuidade ao trabalho de tantos de nós na incessante promoção da terra que é nossa.

A identificadora e intrínseca originalidade e qualidade desta exposição, estamos em crer, será veículo que a catapultará, para além‑fronteiras.

Após uma criteriosa seleção dos artistas convidados, alguns deles com fortes e profícuas ligações à galeria, não foi tarefa fácil criar a motivação e necessária inspiração para o tema da exposição. Contudo, após aturado e conjunto trabalho de explicação e percepção da vivência única da Faina Maior, a motivação e a inspiração dos artista emergiram naturalmente. As obras rapidamente começaram a tomar forma e o resultado são estas únicas, exclusivas, sedutoras e “mágicas” peças que podem ser admiradas nas diversas valências culturais distribuídas pelo nosso concelho.

Para contextualizar todo este trabalho, foi editado um catálogo onde figuram os 65 artistas de diversas nacionalidades - portugueses, cubanos, angolanos, espanhóis, polacos, venezuelanos, argentinos e russos - as obras expostas de pintura, escultura e fotografia, bem como a memória descritiva do que cada uma delas pretende significar.

Ao grupo Ribeiralves ficamos gratos por ter acreditado no nosso projeto patrocinando este catálogo.

Expressamos o nosso reconhecimento e os nossos especiais agradecimentos aos artistas plásticos pela sua insofismável dedicação e participação nesta exposição, bem como aos colaboradores da área da cultura do Município de Ílhavo pelo seu profissionalismo e nunca negada disponibilidade. Um agradecimento ao Professor Álvaro Garrido pelo texto de abertura do catálogo e ao crítico de arte espanhol Fernando Galan pela sua colaboração.

E, para finalizar, um especial e sempre reconhecido agradecimento ao Sr. Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo, Eng.º Ribau Esteves, pela forma positiva e entusiástica como acolheu este projeto e pelo apoio que desde a primeira hora lhe granjeou.

É fundamental que todos consigamos perpetuar esta “chama de luz” que agora brilha e se acendeu, e que a continuidade deste trabalho, que nunca se pode dar por terminado, seja proveitosamente assegurado para as gerações vindouras.

A nossa memória coletiva é a nossa riqueza comum.

Nuno Sacramento e José Sacramento

 

Conheça o catálogo http://issuu.com/nhdesign/docs/bakalhau/1