Museu Marítimo de Ílhavo
HOMENS E NAVIOS DO BACALHAU

Arquivo digital que documenta as campanhas bacalhoeiras desde o início do século XX

A Ver Navios

25 de Fevereiro de 2017
A ver navios 1 772 9999

No dia 25 de fevereiro fala-se essencialmente de navios. Em particular, sobre os navios eternizados por Jean-Pierre Andrieux no livro que o Museu lança neste dia: "A Frota Portuguesa do Bacalhau: Uma História em Imagens”. Jean-Pierre Andrieux é o mais ativo e distinto embaixador da memória portuguesa na Terra Nova, Canadá. Há muito quer o MMI lhe pretende render uma justa homenagem, com uma palestra sobre a memória canadiana dos marinheiros portugueses e da lendária white fleet, a edição do seu mais recente livro e a exposição de um conjunto de fotografias gentilmente cedidas por Jean-Pierre. Neste dia, destaque também para o lançamento da Caderneta de Cromos: "Navios do Bacalhau". De manhã, o Aquário dos Bacalhaus será o cenário de uma sessão de yoga muito especial e, de seguida, realiza-se a atividade Dos 8 aos 80: Conservador por um dia.

 

A Ver Navios - PROGRAMA

 

09:30-10:30

  • “Yoga com Bacalhaus” - Meditação e relaxamento no Aquário (esgotado)

Uma sessão de yoga muito especial, com o Aquário dos Bacalhaus como cenário, limitada a 25 participantes.

 

10:30-12:30

  • Dos 8 aos 80: “Conservador por um dia” *

Esta ação revela algumas histórias contidas nos objetos, ao mesmo tempo que ensina a preservar toda a informação que neles existe.
Nesta edição da atividade "Conservador por um dia", será mostrado aos participantes como se conserva um quadro que foi recentemente encontrado no lixo e, posteriormente, entregue ao Museu, para integrar a sua coleção.

Limitado a 15 participantes

Marcação prévia pelo 234 329 990 ou museuilhavo@cm-ilhavo.pt

€3,00

 

18:00

  • Exposição, livro e palestra: “A Frota Portuguesa do Bacalhau: Uma História em Imagens”, de Jean-Pierre Andrieux

Jean-Pierre Andrieux é o mais ativo e distinto embaixador da memória portuguesa na Terra Nova, Canadá. A sua atividade de memorialista tem ficado gravada em numerosas iniciativas e na amizade pessoal que mantém com muitos capitães de navios portugueses, uma afeição que se estendeu ao Museu Marítimo de Ílhavo.
Há muito quer o MMI lhe pretende render uma justa homenagem, com uma palestra sobre a memória canadiana dos marinheiros portugueses e da lendária white fleet, a edição do seu mais recente livro e a exposição de um conjunto de fotografias gentilmente cedidas por Jean-Pierre. Uma oportunidade para reabrir as memórias de Portugal e dos ilhavenses na Terra Nova e para o fazermos nos dois sentidos.

  • Lançamento da caderneta de cromos “Navios do Bacalhau” 

Trata-se de uma coleção de cerca de 100 cromos, com imagens de navios da frota bacalhoeira portuguesa, dividida por artes de pesca - veleiros, navios a motor, arrastões laterais e arrastões de popa. As cadernetas, bem como as “carterinhas” de cromos autocolantes, estarão à venda em vários do pontos do país, com especial incidência nas comunidades piscatórias. Será uma caderneta sobretudo para colecionadores, para amantes da temática marítima e para colecionar em família.