Museu Marítimo de Ílhavo
HOMENS E NAVIOS DO BACALHAU

Arquivo digital que documenta as campanhas bacalhoeiras desde o início do século XX

Noites no Porão » Festival do Bacalhau 2014

14 de Agosto de 2014 a 16 de Agosto de 2014
Concertosnmsa fb 1 772 9999

A vida de um porto marítimo era agitada e, quase sempre, surpreendente. Pelo mar, chegavam e partiam gentes de todo o mundo com novas ideias, produtos e vivências culturais. Lugares de grandes alegrias e tristezas, os portos eram o refúgio de qualquer marinheiro que, passados longos e árduos meses no mar, ali procurava um pouco do conforto de terra.

As artes sempre se preocuparam em revelar esta dimensão misteriosa, cosmopolita e multicultural da vida de um porto. Basta deixarmo-nos levar pela música que se tocava e ouvia em tantas ruas e cafés de portos espalhados pelo mundo. No porão de salga do Navio Santo-André, recriamos, através da música, o imaginário mítico de cidades portuárias de diferentes continentes.

 

14 agosto, 23h30

Espiral

Sob a inspiração da música celta, o trio ESPIRAL conjuga as sonoridades do violino, da flauta transversal e da harpa celta na recriação de melodias que se destacam pela sua beleza e graciosidade.
Uma formação musical que enleva os sentimentos mais românticos e faz de cada actuação um momento especial, com um reportório alegre e delicado, criteriosamente seleccionado. Uma autêntica espiral de emoções!

15 agosto, 23h30

Rui Oliveira

Deslocando-se e dormindo na sua velha carrinha, o cantor aveirense viaja frequentemente pela Europa.
Os músicos que conheceu e com quem partilhou o palco nessas viagens foram os seus grandes professores.
As viagens fora de Portugal, além de lhe despertarem o interesse por músicas de outras culturas, aprofundaram em si o gosto pela música portuguesa e particularmente pelo Fado.

16 agosto, 23h30

Bilan


Bilan é um músico de origem Caboverdeana que possui uma identidade musical bem vincada, transpondo-se, tal como outros músicos desta nova vaga de CaboVerde, para um estilo mais cosmopolita e urbano.
É assim que Bilan deseja dar a conhecer o seu trabalho: uma miscigenação de estilos e influências mostrando, dentro da música urbana, um outro lado de viagem e de diáspora, banhado pela língua crioula e os contornos da “sabura”.

 
entradas:€ 3,00 · limitado a 50 pessoas · M/12 anos
bilhetes disponíveis no Museu Marítimo de Ílhavo e no Navio-Museu Santo André
Serviço de bar assegurado pela Rota da Bairrada